Todos os horários
MEDICINA

Uma tatuagem em forma de pinta pode detectar sinais de câncer

Pesquisadores da ETH Zurich University, na Suíça, desenvolveram um implante de pele que muda de cor se detectar um aumento nos níveis de cálcio na pessoa. A hipercalcemia é um fator presente em vários tipos de câncer, como mama, cólon, próstata, pulmão, trato gastrointestinal e sangue. A tatuagem fica apagada caso as taxas de cálcio no organismo estejam normais. No entanto, se esse número aumentar, a tatuagem libera melanina e uma pinta aparece no local. 

Vídeo relacionado:

Os autores dizem que essa é uma maneira muito eficaz de detectar a doença logo no início e já iniciar o tratamento, aumentando muito as chances de cura. 

De acordo com um dos autores do estudo, o Professor Martin Fussenegger, do Departamento de Ciência e Engenharia de Biossistemas na ETH Zurich, disse que o implante estará pronto para uso em cerca de uma década. A tecnologia é particularmente útil para as pessoas que possuem um risco hereditário de desenvolver câncer. 

Outras doenças relacionadas a mudanças no nível de cálcio no sangue também podem ser detectadas pelo implante, como demência, insuficiência renal e doenças cardíacas. 

Fonte: Newsweek 

Imagem: ETH Zurich University/Reprodução