Todos os horários
RELIGIÃO

Um meteoro pode ter destruído Sodoma e Gomorra

De acordo com a Bíblia, as cidades de Sodoma e Gomorra foram destruídas pela ira divina pois lá reinava o pecado. Agora, cientistas acreditam que a devastação desses locais pode ter realmente acontecido. Mas eles apontam a queda de um meteoro como a causa da fatalidade.

Vídeo relacionado:

A história bíblica conta que as cidades (que ficariam onde se situa o Vale da Jordânia) foram atingidas por fogo e enxofre caídos do céu. Arqueólogos que trabalham com escavações na região há mais de dez anos sugerem que o fenômeno tenha acontecido devido a uma explosão de ar causada pela entrada de um meteoro na atmosfera. O impacto teria devastado uma região de cerca de 25 quilômetros de largura.

Estudos na região de Tall el-Hamman, a nordeste do Mar Morto, sugerem que a área foi ocupada continuamente por 2500 anos até que o que havia por lá desapareceu de repente no fim da Idade do Bronze. De acordo com os pesquisadores, todas as edificações foram destruídas, restando apenas suas fundações. Há indícios arqueológicos de que o cataclisma teria acontecido quando a temperatura no local ficou tão alta quanto na superfície do sol.

A catástrofe teria matado entre 40 mil e 65 mil pessoas. Além de ter acabado com todas as comunidades da região, a explosão também teria contaminado o solo, pois levou o sal úmido do Mar Morto para terrenos que eram férteis. Com isso, a área ficou inutilizada para a agricultura por cerca de seis séculos.


 Fonte: IFLScience

Imagem: A Destruição de Sodoma e Gomorra, John Martin (1832), via Wikimedia Commons