Todos os horários
ENGENHARIA GENÉTICA

Stephen Hawking alertou para riscos da criação de "super-humanos"

Um texto póstumo do cientista Stephen Hawking alerta para o que ele considerava ser uma ameaça à humanidade. No ensaio, que será publicado em uma coletânea de seus escritos inéditos, o físico sugere que uma nova raça de "super-humanos" poderá surgir quando a edição de DNA humano se popularizar.

Vídeo relacionado:

Segundo o cientista, uma raça aprimorada pela engenharia genética poderia destruir o resto dos seres humanos. "Tenho certeza que neste século serão descobertas formas de modificar a inteligência e instintos como a agressão", escreveu. "Haverá leis contra a engenharia genética humana, mas algumas pessoas não resistirão à tentação de aprimorar características como memória, resistência a doenças e longevidade", diz o texto.

Hawking disse ainda que quando os "super-humanos" surgirem haverá um grande problema, pois pessoas comuns não poderão competir com eles e acabarão desaparecendo com o tempo. Os comentários do cientista se referem a técnicas como o Crispr-Cas9, sistema de edição de DNA que permite a modificação de genes defeituosos. Essa terapia já é usada para tratar crianças com casos incuráveis de leucemia.

Apesar do tom alarmista, o temor do cientista não é consenso  entre os seus colegas. Alguns de seus colegas não acreditam que pais arriscariam aplicar técnicas de aprimoramento genético por medo dos efeitos colaterais imprevisíveis. O astrônomo Lord Rees, amigo de Hawking, lembra que um banco de sêmen que oferecia apenas material "de elite", incluindo esperma de ganhadores do prêmio Nobel, teve que fechar por falta de clientes, na Califórnia.


Fonte: The Guardian

Imagem: Imagem:  ²°¹°°/Domínio Público, Via Wikimedia Commons