Todos os horários
MUDANÇA CLIMÁTICA

Quais cidades seriam inundadas pelo derretimento das geleiras?

Um novo equipamento desenvolvido pela NASA pode prever quais cidades serão afetadas por um possível derretimento de diferentes porções da camada de gelo no futuro. Essa tecnologia foi criada pelo Laboratório de Propulsão a Jato na Califórnia, Estados Unidos, e mede as geleiras de particular importância.

Vídeo relacionado:

Segundo um estudo publicado recentemente na revista Science Advances, a ferramenta inclui um software que possibilita acompanhar a situação de 293 cidades, entre as quais várias na América Latina, especificando como o derretimento de certas geleiras poderia afetá-las. Isso se torna essencial para a programação de estratégias que permitam mitigar inundações, planejar soluções para os próximos 100 anos e avaliar riscos futuros. No Brasil, lugares como Rio de Janeiro e Recife estão na lista. Capitais sul-americanas como Buenos Aires e Mondevidéu também aparecem listadas.

Segundo os especialistas, Londres poderia ser afetada pelo derretimento do setor noroeste da camada de gelo da Groenlândia, enquanto Nova York deve temer o derretimento de toda zona norte e leste dessa mesma camada. Um dos cientistas que participa do projeto, Eric Larour, pontuou que há três processos-chaves que influenciam nesse efeito no nível do mar.

Para ele, o primeiro fator determinante é a gravidade, que exerce uma atração no oceano. Também destacou que o solo abaixo da camada de gelo que derrete se expande de forma vertical. Finalmente, o último elemento é a rotação do planeta: à medida que o planeta gira, as massas mudam na superfície, modificando o equilíbrio e redistribuindo a água ao redor da Terra. 


 Fonte: BBC 

Imagem: Shutterstock.com