descobertas

Primeiro desenho da história teria sido feito 300 mil anos antes do que era imaginado

Esta descoberta extraordinária não nos permite apenas ver o primeiro desenho da história, mas também desmente o que até agora se acreditava ser a autoria dessa primeira obra de arte hipotética: ela, na verdade, teria sido feito por um Homo erectus. O desenho, em forma de ziguezague e gravado sobre uma concha de molusco, possui 400 mil anos de idade, ou seja, foi feito 300 mil anos antes dos primeiros desenhos conhecidos do Homo sapiens e implicaria a constatação surpreendente de que o Homo erectus, o representante mais primitivo do nosso gênero, teria a capacidade de pensar em símbolos e abstratamente.

A gravura foi encontrada em uma concha de molusco, que estava há mais de um século guardada em um arquivo. Em 1891, o médico holandês Eugène Dubois viajou à selva de Java, na Indonésia, onde encontrou ossos e elementos que permitiram descrever o comportamento do Homo erectus. Seu estudo relata como os erectus da ilha de Java usavam dentes de tubarão para abrir amêijoas do rio, cortando o músculo que as mantém fechadas, o que deixava um buraco nas conchas. Dentre as conchas coletadas por Dubois, conservadas no Centro de Biodiversidade Naturalis de Leiden, na Holanda, os cientistas encontraram essa obra de arte minimalista que poderá mudar para sempre as noções atuais sobre a pré-história e o grau de evolução dos nossos antepassados. De acordo com o estudo, realizado por 21 especialistas de todo o mundo e publicado pela revista Nature, “não há espaços em branco entre as linhas nos vértices, o que sugere uma atenção grande para fazer padrões consistentes”. Isto, que parece tão simples, poderá ser a grande notícia histórica da década.

Fonte e imagens: Terrae Antiqvae