Todos os horários
descobertas

A primeira descoberta do garotinho "Indiana Jones"

Assim como fatos reais muitas vezes inspiram ficções, também pode acontecer de uma ficção, como um filme de Hollywood, inspirar verdadeiras descobertas no mundo real.

Foi o que aconteceu com o pequeno Itai Halperin, de apenas 8 anos, que, depois de assistir a um dos filmes de “Indiana Jones”, resolveu explorar sua paixão incipiente pela arqueologia. Pouco tempo depois, ele visitou, junto com sua família, o sítio de escavação em Tel Beit Shemesh, localizado a pouco mais de 30 km de Jerusalém.

[VEJA TAMBÉM: Que poderes mágicos se escondem por trás dos crânios de cristal?]

Passeando por ali, ele avistou um pequeno objeto redondo de cerâmica, parecido com a cabeça de um boneco. Ao vê-lo, a família comunicou imediatamente à Autoridade de Antiguidades de Israel. E após examinar o objeto, o diretor da instituição, o arqueólogo Alexander Glick, informou ao pequeno Itai que ele havia feito a sua primeira grande descoberta: a peça encontrada era uma cabeça pertencente a uma estátua que representa uma deusa da fertilidade. Sua idade? Três mil anos.

O ministério informou que a descoberta de Itai, perto de um distrito residencial da época do Primeiro Templo (960-586 a.C.), reforça a hipótese de que Belt Shemesh estava sob controle do reino da Judeia, o que contribui para a compreensão da antiga cidade bíblica. Por isso, o pequeno pesquisador foi premiado com um certificado de reconhecimento e um convite para ele e seus companheiros de classe participarem de uma escavação arqueológica.

 


Fonte: History.com 

Imagem: Cortesia da Autoridade de Antiguidade de Israel/Ministério dos Assuntos Estrangeiros