Todos os horários
CURIOSIDADES

Os efeitos poderosos da Ayahuasca sobre a mente humana

Para a cosmogonia amazônica, a Ayahuasca é a mãe de todos os espíritos, algo próximo ao que entendemos como Deus.

Para as etnias dessa região, ela foi sempre muito mais que uma planta: é a base das tradições, das celebrações e de todo o conhecimento empírico por meio do qual se resolvem problemas e conflitos práticos, religiosos e de todo o tipo.

[VEJA TAMBÉM: O mistério dos dez dias que nunca existiram]

Essa planta, dotada de uma substância química equivalente a um neurotransmissor, tem efeitos poderosos sobre a mente humana. Seu uso, acompanhado de rituais guiados por xamãs, possui tamanho magnetismo que, há várias décadas, viajantes de todo o mundo se dirigem à selva amazônica para viver essa experiência.

Os xamãs utilizam essa planta desde tempos bastante remotos com fins premonitórios, curativos e místicos. Qualquer pessoa que a beba terá uma alteração significativa no seu estado de consciência e em seus parâmetros tempo-espaciais, sendo induzido a efeitos psicodélicos.

Inúmeras pesquisas psicológicas e antropológicas veem nas plantas psicodélicas a transição necessária entre o mundo material e o mundo espiritual, assim como entre o consciente e o inconsciente.

Estudos neurológicos afirmam que as substâncias presentes na Ayahuasca despertam regiões do cérebro que normalmente estão adormecidas. Algumas dessas substâncias são equivalentes às liberadas pelo cérebro durante o sono. É por isso que o efeito da planta milenar é comumente descrito como um “sonho consciente”.

Na língua quíchua, Aya significa espírito e Waska, soga. Portanto, Ayahuasca quer dizer corda dos espíritos, através da qual a alma sai do corpo sem que este morra. 

 


Fonte: Maestrayahuasca / Wikipédia

Imagem: Ammit Jack/Shutterstock.com