Todos os horários
VULCÕES

Os 5 vulcões mais perigosos da América Latina

Na América Latina, há muitos vulcões em atividade, cuja erupção poderia colocar em risco um enorme número de habitantes e provocar graves danos em bens materiais. Apresentamos os mais perigosos da região em função de seu potencial destrutivo.

 

1 - O vulcão de Colima, México:

É considerado o vulcão mais ativo do México, e nos últimos anos, expulsou fumaça e material incandescente em várias ocasiões. Com 3.280 metros de altura, está localizado nos limites dos estados de Jalisco e Colima. Em 2015 e 2016, sua atividade obrigou comunidades vizinhas a evacuarem. 

2 - O Popocatépetl, México:

Tem uma altura de 5.452 metros e é um dos vulcões mais ativos e monitorados do país. Popularmente, é conhecido como “Popo” ou “Don Goyo” e está situado entre os estados de Puebla, Estado do México e Morelos. Uma erupção maior poderia afetar cerca de 25 milhões de pessoas.

3 - O vulcão Turrialba, Costa Rica:

 

O Turrialba está localizado no centro do país, a cerca de 60 quilômetros de San José. Em setembro de 2016, teve a maior erupção das últimas décadas, espalhando uma nuvem de cinza pelas localidades rurais. 

4 - O vulcão Galeras, Colômbia:

Situado no departamento de Nariño, é o vulcão mais ativo da Colômbia. Em uma erupção em 1993, matou um grupo de cientistas e turistas que estavam dentro de sua cratera. Durante os últimos anos, tem mantido uma atividade constante. 

5 - Nevado del Ruiz, Colômbia:

Outro dos vulcões mais ativos da Colômbia. Tem uma altura de 5.364 metros e, em novembro de 1985, causou a pior tragédia natural da história do país, com uma erupção que matou mais de 25.000 habitantes da população de Armero. 

Fonte: BBC 

Imagens: Shuterstock/ IShosholoza Wikimedia Commons