CIVILIZAÇÕES PRÉ-COLOMBIANAS

O motivo estranho pelo qual esqueletos peruanos estão sem os pés

Arqueólogos do Museu das Tumbas Reais de Sipán, no Peru, encontraram 15 corpos de crianças e adolescentes mochicas com um ou mais ossos dos pés faltando. De acordo com o supervisor das escavações, Edgar Bracamonte, a equipe acreditou inicialmente que se tratava de amputações. Porém, ao notar que eram apenas partes de ossos faltantes, uma outra hipótese foi levantada: os ossos eram roubados para servir a um propósito inusitado.

Vídeo relacionado:

Segundo os especialistas, a utilidade dos ossos era servir de matéria-prima para a elaboração de joias. A prática era comum nas culturas pré-hispânicas. “Isso torna os rituais e o culto aos mortos nessa área ainda mais importantes e interessantes”, disse Bracamonte. A Civilização Mochica era um grupo de indígenas que dominaram o norte do Peru antes da chegada dos incas e dos colonizadores espanhóis. Seu auge ocorreu do ano 1 d.C. ao 800 d.C..

Os arqueólogos descobriram 32 túmulos, sendo 23 pertencentes aos mochicas e as outra 9 à civilização Sicán, que viveu no Peru de 750 d.C. a 1375 d.C. “Nos ritos, havia comida, bebida e música. Encontramos muitos apitos e alimentos bem preservados, além de potes com indicações claras de serem utilizados para a preparação de refeições”, afirma Bracamonte.


Fonte: IFLScience 

Imagem: Museu das Tumbas Reais de Sipán/Reprodução