reprodução

O fim do sexo para os humanos?

Pesquisador defende que, nas próximas décadas, fazer sexo e ter filhos não serão prioridades na vida das pessoas.

Pelo menos isso é o que defende o professor Henry Greely, da Universidade Stanford, nos EUA. Em seu livro “The End of Sex and the Future of Human Reproduction” - “O Fim do Sexo e o Futuro da Reprodução Humana”, na tradução - ele explica que, entre 20 e 40 anos, as pessoas não terão mais relações sexuais, e a forma natural de fecundação será substituída.

Segundo Greely, no futuro, quem quiser ter um filho pelo método natural será estigmatizado pela sociedade, já que a forma preferida será a fertilização in vitro. Além disso, haverá uma mudança no paradigma com relação ao sexo e somente o farão aqueles que buscam prazer.

Com base nessa teoria, a expectativa é que aqueles que possuem mais recursos financeiros utilizarão técnicas de células-tronco e análise genética para escolher não só as características físicas de seus filhos, mas também para prevenir que eles tenham genes portadores de doenças graves ou mortais.

 


Fonte: The Independent
Imagem: Piotr Marcinski/Shutterstock.com