Todos os horários
OS VIKINGS

Nova descoberta indica que os vikings não eram tão "bárbaros" assim

Uma nova descoberta pode mudar tudo o que se sabia sobre os vikings. Escavações na cidade de Ribe, na Dinamarca, indicam que eles eram muito mais sofisticados do que se imaginava. Agora, os arqueólogos poderão provar que era injusta a reputação de bárbaros daquele povo nórdico.

Entre os achados, estão pedaços de uma lira (instrumento musical parecido com uma harpa). O objeto, que data de 720 d.C., é a evidência mais antiga de música da cultura viking. A descoberta também sugere que aquela sociedade abrigava músicos e fabricantes de instrumentos.

No local, também foram achados resquícios de casas de madeira, moldes para fabricar ornamentos de ouro, prata e bronze, pentes feitos com chifres de cervos e joias de âmbar. De acordo com os pesquisadores, esses objetos não eram usados por invasores ferozes, mas por pessoas que moravam em uma comunidade urbana. Por lá, viviam artesãos, comerciantes, marinheiros e músicos.

As descobertas em Ribe sugerem a existência de produção em massa, alto nível de especialização e divisão de trabalho. Essas características definem uma sociedade urbana, ao invés de um grupo nômade que só sabia pilhar. "O que temos aqui desafia a opinião de que tudo que os vikings faziam era invadir e estuprar", disse o arqueólogo Richard Hodges, presidente da Universidade Americana de Roma. O vídeo abaixo mostra um trecho da escavação:


Fonte: The Guardian

Imagem: Shutterstock.com