Todos os horários
HOMOSSEXUALIDADE

Nativos da América do Norte reconheciam cinco gêneros sexuais

Houve um tempo aqui nas américas em que existiam homens e mulheres dos espíritos. Então, chegaram os colonizadores e muita gente morreu por seguir a própria cultura.

As tribos nativas da América do Norte encaravam a sexualidade de um jeito bem diferente do que a nossa atual sociedade. Na verdade, antes de a colonização e o cristianismo chegarem ao continente, as pessoas que apresentavam características de ambos os sexos recebiam mais valor que as demais, já que se acreditava que elas tinham a capacidade de entender as coisas das duas perspectivas.

Naquela época, eram reconhecidos cinco gêneros: homem, mulher, homem dos espíritos, mulher dos espíritos e transgênero. Para os europeus desse período histórico, a existência dos gêneros “dos espíritos” era algo abominável e necessitava ser destruído urgentemente. Inclusive, por isso, foram eliminados todos os vestígios que deixassem quaisquer registros sobre o assunto.

Ao contrário dos papéis sociais rígidos que o cristianismo europeu queria impor, os nativos valorizavam cada pessoa pela sua real contribuição à tribo. Nem mesmo os pais atribuíam um gênero aos seus filhos. Essas mesmas famílias se consideravam sortudas quando uma pessoa “dos espíritos” nascia no seu seio, já que isso era considerado uma bênção.


Fonte e imagens: lamula.pe