Todos os horários
colonização de marte

NASA quer modificar o DNA dos astronautas que viajarão a Marte

Ideia é proteger a tripulação dos efeitos da radiação solar.

Vídeo relacionado:

Diante da primeira missão tripulada para Marte, planejada para a década de 2030, a agência espacial norte-americana (NASA) está analisando alternativas para proteger os astronautas da radiação. A ideia: modificar a estrutura genética da tripulação.

Douglas Terrier, da NASA, forneceu detalhes sobre um dos problemas mais importantes em uma missão tripulada a Marte: as partículas de radiação espacial destroem o DNA humano e podem causar quadros de câncer ou demência nos astronautas.

O especialista explicou que a tripulação poderá se proteger com armaduras ou campos de força eletromagnéticos, embora, até o momento, as avaliações realizadas sobre alternativas desse tipo não tenham obtido resultados convincentes.

Ele também mencionou a possibilidade de atuar diretamente sobre a estrutura genética ou celular dos astronautas: “Estamos vendo uma série de coisas que vão desde terapias com medicamentos até uma modificação genética mais extrema”.

Por fim, Terrier afirmou que a inteligência artificial será a chave para o desempenho da próxima missão tripulada a Marte. O funcionamento diário da nave espacial, assim como o diagnóstico e tratamento de qualquer doença na tripulação, dependerá dela.


Fonte: El Sol