Todos os horários
animais

Morre Koko, a gorila que se comunicava por sinais

Foi anunciado que a gorila Koko, que ficou famosa por se comunicar por linguagens de sinais, morreu dormindo aos 46 anos, nos Estados Unidos. Koko foi treinada pela Dra. Penny Patterson e outros cientistas na Universidade de Stanford para se comunicar usando a Língua de Sinais Americana.

A história dela foi abordada em inúmeros documentários. Nascida em São Francisco, Califórnia, o treinamento de Koko começou quando ela tinha um ano. Patterson com o tempo avaliou o vocabulário de Koko em mais de mil sinais. De acordo com seus treinadores, ela era capaz de entender cerca de duas mil palavras em inglês. Sua capacidade de comunicação fez com que ela se tornasse uma verdadeira celebridade. Ela até mesmo fez amizade com atores de Hollywood, como Robin Williams.

Alguns cientistas afirmam que as ações de Koko indicam uma capacidade de aprender uma língua. Outros dizem que suas ações eram apenas o resultado de condicionamento operativo, ou seja, ela não entenderia o significado do que está fazendo, mas aprendia a completar os sinais apenas porque os pesquisadores a recompensavam por isso. 

Koko também foi o único animal não-humano a ter um bicho de estimação de outra espécie: apaixonada por gatos ela cuidou de vários deles no decorrer dos anos. "Seu impacto foi profundo e o que ela nos ensinou a respeito da capacidade emocional dos gorilas e suas habilidades cognitivas continuará a dar frutos", declarou a Gorilla Foundation em nota oficial.


 Fonte: NPR

Imagem: The Gorilla Foundation