Agora
O SÓCIO
17H00
O SÓCIO
18H00
TRATO FEITO
Todos os horários
ARQUEOLOGÍA

Misteriosa múmia dourada continua intacta depois de mil anos

Exames revelam que tanto os ossos quanto o cérebro do monge continuam intactos - e, acredite, saudáveis!

Vídeo relacionado:
Há aproximadamente mil anos, o mestre Ci Xian viajou de sua terra natal, a Índia, até a China para disseminar a filosofia budista. O monge traduziu para o chinês vários dos sutras (discursos de Buda) mais importantes e foi condecorado com o título de “mestre” no Reino de Kitai. Após sua morte, seu corpo foi mumificado e cuidado por devotos até que acabou se perdendo com o passar das décadas. Em 1970, a múmia de Ci Xian foi encontrada em uma caverna e, desde 2011, repousa no templo de Dinghui, na província chinesa de Hebei, onde foi banhada em ouro.

Recentemente, um grupo de pesquisadores foi capaz de analisar, por meio de tomografias computadorizadas, o interior do corpo da múmia e descobriu que tanto os ossos quanto o cérebro do antigo monge continuam intactos. Após o estudo, o Dr. Wu Yongqing declarou: “Podemos constatar que seus ossos são tão saudáveis quanto os de uma pessoa normal”.

Os pesquisadores afirmam que o valor científico (e religioso) da descoberta é incalculável. Segundo a tradição oral budista, a mumificação foi feita mil anos atrás, utilizando métodos ancestrais da medicina local.


Fonte e imagem: Infobae