Todos os horários
Ta Na História

A Inquisição matou até bicho

Por Thiago Gomide do Tá na História.

 

Parceria HISTORY e Tá Na História

 

Quer exemplos? Vamos lá.

Uma criança morreu em uma cidade francesa em 1386. Uma inocente porquinha foi a culpada pela morte. Você acha que aconteceu o que com a porquinha?

Os inquisidores não pensaram duas vezes: vai pro tribunal.

Os bichos tinham até advogado. Chance de mostrar que não estavam fora da linha da Igreja, que não eram hereges.

A porquinha não conseguiu ser bem-sucedida e acabou enforcada em praça pública. A plateia foi ao delírio.

Você, com certeza, já ouviu falar que gato preto dá azar.

Na Idade Média, muitos gatos foram parar na fogueira da inquisição.

A Igreja incluiu os gatos pretos na lista de irreligiosos. Eles foram atrelados a bruxaria e ao próprio demônio.

A morte de vários deles ajudou na multiplicação dos ratos, que geraria a proliferação da peste negra.

Em 1474, um galo foi parar no tribunal, na Suíça. O crime? Botar um ovo.

Aquilo ali estava contra as leis naturais.

Evidente que não foi o galo que pôs o ovo, mas ganhou a fama. E a fama levou pra fogueira.

Aplausos da plateia.

Quer mais? Aperta o play.

Você vai conhecer também um bichinho que se safou da fogueira da inquisição.

Dica de ouro: aproveite e se inscreva no youtube.com/tanahistoria. Têm muitos outros vídeos sobre personagens e fatos marcantes da história.

Pra entrar em contato, o e-mail é [email protected]


 

THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.