EGITO

Fortaleza que protegia elefantes de guerra é descoberta no Egito

Foi descoberta na costa do Mar Vermelho, no Egito, uma fortaleza de 2300 anos. A estrutura protegia um porto chamado Berenike Trogodytika, usado para fornecer elefantes de guerra para o exército egípcio. O local foi construído na época ptolomaica, quando o Egito era governado por uma dinastia macedônica de faraós fundada por um general de Alexandre, o Grande.

Vídeo relacionado:

Na época, os elefantes basicamente atuavam como "tanques de guerra", pisoteando e intimidando os inimigos. Esses animais participaram de grandes combates, como a Batalha de Ráfia, travada entre as forças do faraó Ptolemeu IV Filópator e do imperador selêucida Antíoco III Magno durante as Guerras Sírias, em 217 a.C. Pesquisas genéticas recentes apontam que os paquidermes usados pelos egípcios foram originalmente importados da Eritreia, no leste da África. 

A fortaleza tinha um tamanho considerável. "Uma parede dupla protegia a parte oeste da fortificação, enquanto uma simples ficava situada ao leste e ao norte. Torres quadradas foram construídas nos cantos e em locais estratégicos  onde seções das paredes se conectavam", escreveram os arqueólogos Marek Woźniakand e Joanna Rądkowska em um artigo publicado na revista Antiquity.

De acordo com os pesquisadores, o que há de mais impressionante na fortaleza é sua arquitetura. Protegido por portões, os arqueólogos encontraram um poço bem cortado e uma série de drenos e reservatórios que coletavam, armazenavam e distribuíam água da chuva e de fontes subterrâneas. No lado sul da edificação, também foram encontradas estatuetas, moedas e um pedaço de crânio de elefante.


Fonte: Live Science

Imagem: S.E. Sidebotham/Antiquity/Universidade de Cambridge/Reprodução