Todos os horários
EXTRATERRESTRES

“Força invisível” pode fazer com que vida extraterrestre se desenvolva em Encélado

Faz 12 anos que os cientistas que pesquisam Encélado, uma das luas de Saturno, detectaram, pela primeira vez, uma série de jatos de vapor d’água que sobem até a superfície por meio de uma fissura nas camadas de gelo do polo sul desse satélite.

Vídeo relacionado:

Agora, com as contribuições da extinta sonda Cassini, os especialistas acreditam ter encontrado uma explicação para esses jatos de vapor d’água, que brotariam no ambiente gélido de Encélado, impulsionados por um vasto oceano global de água salgada e muito quente.

De acordo com os cálculos científicos, Encélado possuiria uma camada de gelo com uma espessura média de até 25 km de profundidade, e 1 km de espessura na região do polo sul, onde ocorrem os vazamentos hidrotermais.

“Um oceano quente e global, com uma vida de vários bilhões de anos seria um excelente lugar para que a vida tivesse início: passaram-se apenas 640 milhões de anos para que a vida evoluísse do micróbio ao mamífero na Terra”, afirmou a cientista Monica Grady, da The Open University, no Reino Unido.

“Infelizmente, Encélado seria bastante jovem: um artigo recente sugeriu que a lua teria se formado há 100 milhões de anos. E seria esse um intervalo suficientemente longo para que houvesse o surgimento da vida?”, concluiu a pesquisadora.


Fonte: Código Oculto