CINEMA

Filme raro do século XIX que mostra beijo entre casal negro é restaurado nos EUA

Um raro filme do século XIX que mostra um beijo entre um casal negro foi recentemente restaurado nos Estados Unidos. A obra é considerada a primeira a representar um momento de carinho entre afrodescendentes no país. De acordo com historiadores, as imagens foram registradas em 1898.

O filme mudo se chama "Something Good-Negro Kiss" ("Algo Bom - Beijo Negro", em tradução livre) e a cena dura menos de 30 segundos. O homem está de paletó e gravata borboleta, enquanto a mulher usa um vestido. Eles dançam, se abraçam e se beijam diversas vezes.  Segundo os historiadores, a atuação é uma reinterpretação do filme "The Kiss" ("O Beijo"), de Thomas Edison. Essa obra, de 1896, apresentava o primeiro beijo da história do cinema.

"Há uma atuação ali, porque eles estão dançando, mas o beijo mostra um senso inconfundível de naturalidade, prazer e diversão também", disse Allyson Nadia Field, uma das historiadores que ajudaram a identificar o filme. A obra foi descoberta por pesquisadores das Universidades de Chicago e do Sul da Califórnia. Segundo os especialistas, a imagem foge dos estereótipos racistas e do modo caricatural como os negros costumavam ser retratados na época.

Os historiadores ressaltam que a descoberta é muito importante para os estudos sobre a representação de negros no cinema. "Este artefato nos ajuda a pensar de forma mais crítica a respeito da relação entre raça e atuação no início do cinema", disse Field. O curta-metragem foi adicionado ao Registro Nacional de Filmes da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, que preserva obras importantes realizadas no país.  Confira abaixo o filme:

SOMETHING GOOD NEGRO KISS 1898 RESTORED from HMH Archive on Vimeo.


 

Fontes: Quartzy e Universidade de Chicago

Imagem: Universidade de Chicago/Reprodução