Todos os horários
GEOLOGIA

Estudante encontra mineral mais raro que ouro e diamante por acidente

Morgan Cox, estudante da Escola de Geologia e Ciências Planetárias da Universidade de Curtin, na Austrália, encontrou um mineral muito raro dentro de uma cratera no oeste do país. A substância, chamada reidite, é mais escassa que ouro e diamante e se forma apenas nas rochas que passam por uma pressão extrema criada pelo impacto de rochas que chegam do espaço e se chocam com a crosta da Terra.

Vídeo relacionado:

Segundo Morgan, o reidite se forma a partir de um mineral comum, chamado zircão, e se modifica durante a pressão gerada pelo impacto, tornando-se um fenômeno muito raro. Até hoje, a substância foi encontrada em apenas seis crateras na Terra. Foi a primeira vez que esse mineral foi descoberto na Austrália.

A descoberta aconteceu quando a aluna propôs reexaminar as mostras coletadas há 17 anos da cratera Woodleigh, perto da localidade australiana de Shark Bay. “Quando voltamos a estudar essas rochas, usamos ferramentas melhores que antes e encontramos partículas microscópicas do mineral reidite”, pontuou Aaron Cavosie, supervisor da pesquisa da universidade. Isso deu um indício da enorme pressão que essas rochas sofreram quando o impacto ocorreu, o que as transformou em algo parecido com um acordeão. 


 Fonte: La Nación 

Imagem: Universidade de Curtin/Divulgação