Todos os horários
JESUS CRISTO

Esta é a única evidência arqueológica de crucificação encontrada até hoje

Osso atravessado por prego é do século I 

Vídeo relacionado:
Embora haja muito material histórico escrito sobre o uso da crucificação como método de execução por várias culturas antigas, entre elas a assíria, grega, romana, persa e cartaginesa, são praticamente inexistentes as evidências arqueológicas.

Primeiro, porque as madeiras sobre as quais os condenados eram pregados eram materiais de rápida decomposição; segundo, porque os pregos utilizados eram considerados objetos mágicos e retirados do corpo para a comercialização no mercado negro.

Há, porém, uma única evidência arqueológica de crucificação. Trata-se de um corpo encontrado em Jerusalém em 1968, conhecido como Yehohanan. Seus restos foram analisados por vários especialistas que foram capazes de determinar que o homem, de 25 anos de idade, morreu crucificado no século I. Em um dos calcanhares, ainda está conservado um dos pregos com os quais ele foi pendurado. No ossário, também foram encontrados os ossos de uma criança identificada como o filho do condenado.


Fonte: La Brújula Verde

Imagem: Amir Cohen/Reuters