Todos os horários
RELIGIÃO

Entrevista do Papa Francisco sobre o inferno causa controvérsia

Em uma recente entrevista publicada pelo diário italiano La Repubblica, o Papa Francisco teria feito uma série de declarações controversas sobre o inferno, que podem irritar os setores mais conservadores da Igreja Católica Apostólica Romana. 

Vídeo relacionado:

O sumo pontífice teria afirmado em diálogo com o renomado jornalista ateu Eugenio Scalfari, famoso por fazer reflexões acerca da fé e das religiões, que “o inferno não existe, o que existe é o desaparecimento das almas pecadoras” e que “não existe um inferno no qual as almas dos pecadores sofrem por toda a eternidade. Aqueles que não se arrependem e, portanto, não podem ser perdoados, desaparecem”. 

O texto gerou grande revolta no Vaticano e muitas pessoas acreditam que as revolucionárias declarações do Papa, contrárias às noções de inferno vigentes para o catolicismo, podem ter sido más interpretações do jornalista veterano, que, aos 93 anos de idade, ainda se vangloria por não levar gravador para suas entrevistas. Há também quem acredite que essas declarações são coerentes com a linha de Francisco, que, desde que assumiu o papado, tem tentando suavizar algumas noções um tanto retrógradas da teologia católica. 

Fonte: Clarín 

Imagem: FOTOKITA/Shutterstock.com