Todos os horários
NAZISMO

É assim que a Alemanha luta contra as mentiras sobre o Holocausto

O negacionismo do Holocausto é uma teoria da conspiração que consiste em negar o extermínio sistemático de judeus por parte do nazismo. Por mais inverossímil que seja, essa corrente de extrema direita se multiplica com velocidade nas redes sociais. Professores e estudantes alemães, particularmente assustados pelo impacto dessas hipóteses descabidas, impulsionam um programa educativo para lutar contra as mentiras sobre o Holocausto.

Vídeo relacionado:

Na Alemanha, os alunos estudam o Holocausto na nona ou décima série, quando têm cerca de 15 anos de idade. Alguns professores escolhem levar os jovens para conhecer campos de concentração como parte do plano de estudos, mas as visitas não são parte do currículo obrigatório. O novo programa quer implementar a obrigatoriedade dessas excursões, para combater as teorias negacionistas e favorecer a compreensão da gravidade do ocorrido pelos alunos. 

“Acredito que seja impossível compreender profundamente a dimensão do Holocausto sem nunca ter estado em um campo de concentração”, explica Willy, um jovem alemão de 17 anos, participante do Comitê de Alunos de Berlim, que apoia o programa. “O ensino sobre o Holocausto faz com que as pessoas relembrem dos perigos a que elas mesmas estão vulneráveis se expostas a uma propaganda intolerante, preconceitos, injustiças, humilhação e potencial violência”, diz Peter Carrier, coordenador do projeto de pesquisa da UNESCO sobre o Holocausto na Educação.

O Holocausto foi um dos episódios mais trágicos da história da humanidade. Cerca de seis milhões de judeus morreram nas mãos de nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. 


 Fonte: BBC 

Imagem: Everett Historical/Shutterstock.com