Todos os horários
BÍBLIA

As descobertas arqueológicas que dão suporte à Bíblia

Descobertas arqueológicas recentes na Terra Santa confirmariam algumas passagens das Sagradas Escrituras.

Apesar de ciência e religião percorrerem caminhos distintos, certos achados confirmam passagens descritas nas páginas da Bíblia. Veja abaixo.

O Dilúvio Universal

O arqueólogo britânico Leonard Woolley descobriu, durante uma escavação na antiga cidade de Ur – atual Iraque – sedimentos que indicam uma inundação devastadora ocorrida entre 4.000 a.C. e 3.500 a.C., período que coincide com o Dilúvio Universal relatado pelo Antigo Testamento. Embora não esteja comprovado que tenha sido de fato universal, sabe-se que ele se deu na região referida na passagem bíblica.

A Genealogia de Abraão
Na cidade de Mari, na Síria, foram descobertos os restos arqueológicos de um palácio que guardava um arquivo autêntico em forma de pequenas tábuas. Nele, foram encontrados os nomes do profeta Abraão, chefe de sua tribo, e de seus descendentes. Embora o achado não prove a existência da árvore genealógica narrada pela Bíblia, serve para mostrar que os nomes da passagem correspondem aos utilizados naquela época e região.

Abraão se apossa de uma serva de Sara
Uma escavação moderna no Iraque, realizada em 1920, encontrou as tabuinhas de Nuzi. Esses escritos cuneiformes revelam algumas histórias de personagens bíblicos, como Labão e Jacó. Elas também contêm informações sobre os costumes da época, como o de que uma mulher estéril permitia a seu marido se apossar de uma serva para conceber um filho, o qual ela adotava logo em seguida. Isso demonstra que o relato bíblico de Abraão e sua mulher Sara tem coerência com os comportamentos da época.


Fonte: SuperCurioso

Imagem: PHOTOCREO Michal Bednarek/Shutterstock.com