Todos os horários
EGITO

Descoberta pode desvendar mistérios do Egito anterior aos faraós

Arqueólogos encontraram uma vila no Egito mais antiga do que as pirâmides. A descoberta irá ajudar a entender a civilização egípcia que habitou a região antes da era dos faraós. No local, havia ferramentas, peças de cerâmica e silos de armazenamento contendo ossos de animais e resíduos de plantas. 

Vídeo relacionado:

Os artefatos encontrados no sítio arqueológico datam do ano 5.000 a.C, ou seja, cerca de 2500 anos antes da construção das grandes pirâmides. Como há poucos resquícios desse período, ele ainda é envolto em mistério. Mas o novo achado traz pistas sobre a cultura e religião praticada pelos egípcios daquela época.

A vila neolítica foi encontrada em Tell el-Samara, há 140 quilômetros do Cairo. Agora, os pesquisadores buscam entender como o povo do Egito pré-dinástico (que vivia nas margens do Nilo antes da criação da civilização egípcia) deixou de ser caçador-coletor e passou a cultivar alimentos. "Ao analisar o material biológico descoberto, teremos uma visão mais clara das primeiras comunidades estabelecidas no local, bem como das origens da agricultura no Egito", disse a Drª Nadia Khedr, do Ministério das Antiguidades do Egito.

Evidências arqueológicas apontam que as margens do Nilo já eram habitadas desde 300.000 a.C. Mas os primeiros acampamentos começaram a aparecer apenas no período neolítico, que começou em 7.000 a.C.  O florescimento da civilização egípcia só aconteceu após a adoção da agricultura. 


Fonte: IFLScience

Imagem: Ministério das Antiguidades do Egito/Reprodução