FÍSICA QUÂNTICA

Desafio a Einstein: o maior experimento de física quântica já está em andamento

O teste quer saber se a gente é capaz de modificar a realidade só com o olhar!

 

Sob a coordenação do IFCO (Instituto de Ciências Fotônicas), em Barcelona, na Espanha, foi lançado o maior experimento de física da história humana. “The Big Bell Test” (O Grande Teste de Bell) tem o objetivo de estudar as decisões humanas.

 

Cerca de 30 mil voluntários de todo o planeta estão enviando sequências de números aleatórios para 12 laboratórios internacionais. 

 

Por meio de um game desenvolvido especialmente para esse experimento, os voluntários (pessoas de todas as idades e níveis escolares) devem introduzir sequências de 0 e 1 da forma mais aleatória possível. 

 

A informação, recolhida em tempo real pelos laboratórios, é convertida em medições sobre determinadas partículas, incluindo átomos, fótons e supercondutores. 

 

O principal objetivo do teste é verificar se nós, indivíduos, de fato modificamos a realidade quando a observamos. Segundo a física quântica, se pegarmos duas partículas entrelaçadas e medirmos uma delas, a outra mudará imediatamente, sem importar a distância entre ambas. Cientistas descobriram que os átomos, por exemplo, podem mudar ao simples olhar humano. Então seriam eles capazes de se comunicar entre si, avisando da nossa aproximação?

 

O pai da física moderna, Albert Einstein, defendeu a negação dessa afirmação, o que se refletiu na sua teoria do “realismo local”. Nela, ele diz que uma partícula deve ter um valor objetivo, pré-existente ou real, antes mesmo de poder ser medida.

 

A respeito disso, o professor Morgan Mitchell, do ICFO, explica que a física esconde mistérios acessíveis apenas por meio de perguntas imprevisíveis da natureza. E adiciona: “normalmente, os cientistas não são tão paranoicos, mas algumas das previsões feitas pela física quântica são tão estranhas – partículas minúsculas que falam umas com as outras mesmo separadas por distâncias enormes, objetos que se comportam de maneira diferente quando não estamos olhando para eles – que nos leva a pensar que a paranoia é totalmente adequada, inclusive necessária”.

 

 


Fonte: RT

Imagem: The Big Bell Test / Reprodução