Ta Na História

Corte de barba gerou uma guerra

Por Thiago Gomide do Tá na História.

Parceria HISTORY e Ta Na História

Você é barbudo? Gosta de uma barbinha? Ama um barbudão?

 

Que Ingleses e Franceses, no decorrer da história, nunca se bicaram, não vai ser novidade.

Já rolou até a Guerra dos Cem anos, um dos principais conflitos ​​da Idade Média.

Várias gerações de reis entraram em guerra pra ter domínio do maior trono da Europa Ocidental.

Mas guerra por um corte de barba é, digamos assim, demais.

Olha só o que aconteceu:

Havia um belo casal na França: o rei Luís VII e a Leonor de Aquitânia, que era uma das noivas mais desejadas da elite europeia.

Além de linda, poderosa.

Quando casaram, o barbudão Luís VII recebeu como dote duas províncias ao sul da França. Uma beleza.

Leonor estimulou que Luís VII liderasse a segunda cruzada, que foi uma mega furada.

A luta de cristãos contra muçulmanos foi um fracasso. Perderam e ainda ficaram enfraquecidos no reino de Jerusalém.

A família dela tinha interesse nessa vitória. Leonor ficou revoltadíssima.

Isso rolou de 1147 e 1149.

Em 1152, Luís VII acordou cansadão da barba, querendo dar um tapa no visual, ficar mais moderno.

Leonor ficou revoltada. Como você cortou essa barba, Luís? E agora?

Leonor pediu pra ele deixar crescer a barba de novo, mas só tomou negativa.

É claro que a barba foi uma desculpa esfarrapada, porque Leonor, a bela Leonor, já estava de graça com um outro poderoso: o rei Henrique II, da Inglaterra.

Separação foi inevitável.

Além do chifre, Leonor e Henrique II começaram a cobrar que Luís devolvesse os dotes.

Tá maluco?, pensou Luís VII.

Quer saber como terminou essa história? Clica no play.

Dica de ouro: aproveite e se inscreva no youtube.com/tanahistoria. Têm muitos outros vídeos sobre personagens e fatos marcantes da história.

Pra entrar em contato, o e-mail é [email protected]


THIAGO GOMIDE é jornalista e pesquisador. Foi apresentador e editor do Canal Futura e da MultiRio, ambos dedicados à educação. Escreveu e dirigiu o documentário "O Acre em uma mesa de negociação". Além de ser o responsável pelo conteúdo do Tá na História, atualmente edita e apresenta o programa A Rede, na Rádio Roquette Pinto ( 94,1 FM - RJ). 

A proposta do Tá na História é oferecer conteúdos que promovam conhecimento sobre personagens e fatos históricos, principalmente do Brasil. Tudo isso, claro, com bom humor e muita curiosidade.