Todos os horários
inteligência artificial

Coreia do Sul estaria desenvolvendo “robôs assassinos”

Vazou recentemente a preocupante notícia de que o Instituto Avançado de Ciência e Tecnologia da Coreia (Kaist), na Coreia do Sul, estaria desenvolvendo armas autônomas em associação com a maior empresa produtora de armas do país, a Hanwha Systems.

Vídeo relacionado:

A notícia alarmou a comunidade científica e mais de 50 investigadores especializados em inteligência artificial, de mais de 30 países, lançaram um boicote contra a instituição para impedir que efetivamente sejam fabricados esses “robôs assassinos”. Os especialistas advertem que o desenvolvimento deste tipo de tecnologia com fins bélicos pode desencadear consequências realmente catastróficas para a humanidade.

O porta-voz do Kaist, Sung-Chul Shin, desmentiu a informação e afirmou que o instituto trabalha respeitando os padrões éticos em alto grau. No entanto, fontes fidedignas afirmam que o mesmo Schin declarou, ao inaugurar um centro de pesquisa especial para a convergência da defesa nacional e inteligência artificial, em fevereiro passado, que as pesquisas seriam centradas no desenvolvimento de “sistemas de comando e decisão baseados em inteligência artificial”.

A possível proibição de realizar experimentos com armas autônomas será discutida em breve pela ONU.

Fonte: The Guardian

Imagem: DarkGeometryStudios/Shutterstock.com