Todos os horários
COMO O SEXO MUDOU O MUNDO

Conheça o 8 principais benefícios do sexo para a sua vida

Melhorar a disposição, diminuir o estresse e até o aspecto da pele são alguns dos benefícios do sexo e do orgasmo. Os efeitos positivos de uma relação podem durar vários dias e elevam a nossa qualidade de vida, segundo vários estudos. Os brasileiros têm uma média de três relações sexuais por semana e 60% das mulheres e 68% dos homens consideram que a sua qualidade sexual é muito boa ou ótima.

Independentemente das estatísticas, se você busca mais motivos para o sexo, preparamos uma lista com 8 benefícios que prometem animá-lo ainda mais:

1 - Alivia enxaqueca: isso ocorre por conta das endorfinas liberadas durante a relação sexual, que agem no sistema nervoso.

2 - Pele mais bonita: Um estudo conduzido por cientistas da Universidade Queens, Reino Unido, afirma que o orgasmo aumenta os níveis hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. O sexo pela manhã é o mais indicado para melhorar a aparência da pele e manter o seu aspecto jovem.

3 - Alivia cólicas da TPM: esse benefício não contempla todas as mulheres, já que algumas não sentem disposição para o sexo neste período. 

4 - Qualidade no sono: fazer sexo também melhora o sono. O efeito é prolongado para outros dias por causa da ação de neurotransmissores.

5 - Diminui o estresse: um estudo escocês publicado na revista Biological Psychology indica que quando o sexo faz parte de uma relação afetiva que dá prazer, isso provoca uma estabilidade emocional e a redução do estresse.

6 - Diminui risco de infarto: homens que têm uma vida sexual ativa estão menos propensos a infartos fatais e derrames, segundo um estudo da Universidade de Bristol, na Grã-Bretanha.

7- Queima calorias: se a academia é chata, o sexo pode ser uma boa alternativa. Uma relação de 30 minutos queima até 85 calorias, de acordo com a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais.

8 - Imunidade mais alta: Uma vida sexual ativa eleva um anticorpo conhecido como IgA, que protege nos protege de infecções. A conclusão é de um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos.

 


Fonte: Minha Vida, Psiqweb

Imagem: conrado/Shutterstock.com