Todos os horários
ALIENÍGENAS

Cientistas nunca estiveram tão próximos de encontrar extraterrestres

Pesquisadores nunca estiveram tão próximos de encontrar vida alienígena.

Nos últimos meses, diferentes grupos de pesquisadores se debruçaram sobre diversos indícios de que podemos não estar sozinhos no universo. Encontrar a prova definitiva de que existem seres vivos fora da Terra pode ser apenas uma questão de tempo.

 

Vídeo relacionado:
Graças aos investimentos feitos em astronomia e tecnologia de observação nos últimos anos, hoje os cientistas podem contar com muito mais informações a respeito do espaço. Telescópios espaciais podem obter imagens muito mais nítidas de fenômenos espaciais, por exemplo. Equipamentos ao redor da Terra também são capazes de monitorar porções do espaço em busca de objetos que se movem. Com isso, multiplicaram-se os estudos que buscam sinais de vida extraterrestre.

Em outubro de 2016, dois pesquisadores canadenses encontraram rápidas explosões de luz emanadas de 234 estrelas diferentes. Como eles não conseguiram encontrar nenhuma explicação natural para o fenômeno, concluíram que, em teoria, ele poderia ter origem alienígena. “Temos que abordar o caso cientificamente, mas intuitivamente eu suspeito que sejam sinais de inteligência extraterrestre”, disse o cientista Ermanno Borra, da Laval University, em Quebec.

Na Rússia, um telescópio registrou um sinal de rádio muito forte vindo da Estrela HD 164595, que fica a 94 anos-luz da Terra. Como essa estrela é parecida com o nosso sol, pode haver planetas como o nosso orbitando a sua volta. “A força do sinal é tão grande que foi claramente criado por uma civilização com capacidade muito além da humana”, declarou o astrônomo Douglas Vakoch, que participa do projeto METI International, que busca vida fora da Terra. A Rússia também sedia o projeto Breaktrough Listen, que tem como objetivo a busca por sinais sonoros produzidos por civilizações alienígenas.

Recentemente, pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, notaram um fenômeno estranho ao observar a Estrela de Tabby. Também conhecida como estrela KIC 8462852, ela apresenta tantas irregularidades em suas cintilações que um astrônomo especulou que somente uma enorme construção extraterrestre poderia justificar esse comportamento estranho nas variações do seu brilho. Enquanto não chegam a uma conclusão, os astrônomos continuam estudando a estrela.

Os caçadores de vida alienígena não desaminam nem diante da possibilidade de não conseguirem fazer nenhum contato com extraterrestres. “Se não encontramos nada, a implicação disso é muito interessante também”, diz Steve Croft, astrônomo do centro de pesquisas de busca alienígena de Berkeley. “Isso demonstraria que apesar de vivermos em um planeta comum, que orbita uma estrela comum, em uma galáxia comum, ainda assim seríamos únicos. Isso seria uma descoberta profunda”, completa.


Fonte: Quartz

Imagem: sdecoret/Shutterstock.com