Todos os horários
GENÉTICA

Cientistas criam embriões sintéticos, sem óvulos ou espermatozoides

Pesquisadores da Universidade de Maastricht e do Instituto Hubrecht, na Holanda, obtiveram êxito ao criar protoembriões de ratos em laboratório, a partir de células-tronco. Os resultados da pesquisa, publicados na revista Nature, podem ajudar a descobrir a causa de abortos espontâneos.

 Vídeo relacionado:

No experimento, células-troncos de ratos foram inseridas no útero de fêmeas da mesma espécie. Apesar de não ter se formado um embrião real, o fato de o processo ter iniciado pode revelar muito sobre as fases mais iniciais da criação da vida. “Nossa pesquisa nos ajuda a entender o caminho perfeito que um embrião precisa percorrer para se desenvolver de forma saudável”, disse o líder da pesquisa, Dr. Nicolas Rivron. 

A criação dessas estruturas embrionárias permite que o estudo dos primeiros estágios da concepção da vida seja facilitado, já que embriões reais são muito pequenos, da espessura de um fio de cabelo, e localizados dentro do útero. Com uma melhor visualização, será possível identificar falhas no desenvolvimento, como em alguns tipos de diabetes. Também poderão ser pesquisados alguns aspectos da infertilidade para se obter mais chances de assertividade nos tratamentos de fertilização in vitro. 

Por ora, no entanto, não há planos de se realizar testes com células-tronco humanas. Mas, de acordo com os pesquisadores, o estudo já é um grande avanço e pode resolver muitos problemas relacionados à gravidez. 


 Fonte: IFLScience 

Imagem: Yurchanka Siarhei/Shutterstock.com