Todos os horários
MAPAS

Cientista diz que o mapa-múndi que conhecemos está incorreto

Há muito tempo a imagem que temos do mundo é baseada no mapa desenhado pelo matemático, geógrafo e cartógrafo flamengo Gerardo Mercator, em 1569. Sua projeção foi de grande utilidade para traçar as rotas de navegação coloniais. O mapa, no entanto, está muito distante de mostrar uma imagem fidedigna dos continentes. 

Segundo uma análise realizada pelo cientista britânico Neil Kaye, viralizada nas redes sociais, o mapa-múndi de Mercator mostra os países do Hemisfério Norte muito maiores do que são na realidade. Kaye explicou, em sua conta no Twitter, que desenvolveu um mapa corrigido, utilizando um pacote de visualização de dados para a linguagem de programação estatística, baseado em informações do Serviço Meteorológico Nacional Britânico. “Isso demonstra que não se pode unir figuras em uma esfera após terem sido colocadas em uma superfície plana”, adicionou.

Neste novo mapa-múndi, alguns países do norte, como Estados Unidos, Rússia, México, Espanha e Canadá estão notavelmente reduzidos. Algumas nações do Hemisfério Sul, como Argentina e Chile, também diminuíram. A Antártica, por sua vez, torna-se a segunda maior superfície do planeta.

 

Fonte: IFLScience 

Imagem: Strebe, via Wikimedia Commons