Todos os horários
NO ES MI RELOJ

Cienstistas descobrem propriedade "escondida" do ouro

Em uma pesquisa recente, cientistas conseguiram descobrir novas características do ouro, um metal nobre que, tradicionalmente, não traz muito interesse para a química, dada sua capacidade escassa de reagir com outras substâncias. Porém, de acordo com um estudo de pesquisadores da Escola de Química da Universidade de Cardiff, no País de Gales, quando o ouro é desmembrado em nanopartículas, torna-se, então, extremamente reativo. “O ouro é motivo de fascínio há milênios; em grande parte, graças à sua resistência à corrosão e sua beleza duradoura”, afirmou o professor Graham Hutchings. “No entanto, quando se desmembra em nanopartículas que contêm apenas algumas poucas centenas de átomos, não muda apenas de cor, mas torna-se muito reativo”. Em formas reduzidas, “as reações do ouro são mais rápidas, mais fáceis e energicamente mais eficientes que muitos outros catalisadores”. O processo de catalisação é aplicado a praticamente todos os bens manufaturados do mundo e os catalisadores mais frequentemente utilizados, como os que contêm mercúrio, são altamente prejudiciais para o ambiente e nocivos para a saúde humana. Por isso, os cientistas acreditam que o ouro tem o potencial suficiente para salvar vidas, despoluir o meio ambiente e melhorar a qualidade da saúde humana. “Processos em excesso criam resíduos e produto insuficiente em excesso. Mediante a introdução de um catalisador de ouro, podemos reduzir a quantidade de resíduos e aumentar a produtividade em prol de uma de uma série de processos”, eles afirmam.  

Veja também

   

Fonte: Phys.org
 

   

Imagem: Rob Lavinsky, iRocks.com – CC-BY-SA-3.0 [CC BY-SA 3.0], via Wikimedia Commons