Todos os horários
POMPEIA

“Casa de Júpiter” é encontrada sob as cinzas do Vesúvio

Em 24 de agosto de 79 d.C., a poderosa erupção do vulcão Vesúvio arrasou com a cidade de Pompeia. Quase 2.000 anos depois de ficar soterrada, os arqueólogos continuam descobrindo tesouros que permitem entender como era a vida nessa cidade, localizada perto do que é hoje Nápoles. A descoberta mais recente é de uma residência luxuosa a qual os pesquisadores chamaram de “Casa de Júpiter”.

Vídeo relacionado:

Ela foi batizada dessa forma porque, entre os muitos afrescos encontrados nas suas paredes, há uma pintura dedicada a Júpiter, o deus supremo da mitologia romana. Segundo informou Massimo Osanna, diretor do parque arqueológico, “a casa tinha uma decoração vintage, no estilo mais antigo de Pompeia”. Para os investigadores, o dono deve ter sido uma pessoa com dinheiro, culta e consciente do valor das pinturas.

Em seu interior, algumas partes são atravessadas por túneis e trincheiras cavados nessa mesma época. Outras foram afetadas por um incêndio que afetou alguns dos afrescos e queimou a mobília. A intervenção está revelando a arquitetura de uma residência com um átrio central, rodeado de quartos decorados e um espaço aberto com colunas com outros três quartos à sua frente. 

Os especialistas acreditam que é muito possível que o dono da casa tenha querido conservar o estilo antigo, enquanto que em outras casas da cidade a decoração era substituída por objetos mais modernos. Uma das peças mais chamativas é uma pintura “sacro-idílica”. 


 Fonte: BBC

Imagem: Shutterstock.com