Todos os horários
CURIOSIDADES

A bizarra trajetória do pênis de Napoleão Bonaparte

Napoleão Bonaparte conquistou diversos países durante o período em que comandou a França. Após ser derrotado, morreu no exílio, em 1821. Mas sua morte não impediu que uma parte inusitada de seu corpo continuasse a percorrer o mundo: seu pênis.

Vídeo relacionado:

O pênis do líder francês foi retirado por um médico durante a autópsia de seu corpo na Ilha de Santa Helena, onde morreu. Em seguida, o órgão foi entregue a um padre que contrabandeou a relíquia para a Córsega. Em 1916, o pênis foi parar nas mãos de um comerciante britânico.

De acordo com Tony Perrottet, autor de um livro sobre a saga do pênis de Napoleão e outros casos picantes envolvendo figuras históricas, o órgão quase foi vendido para o governo francês. Em 1924, o órgão acabou sendo adquirido por um americano que comercializava livros raros. Três anos depois, o pênis chegou a ser exibido em uma exposição em Nova York. 

Em 1977, o órgão foi comprado pelo professor de urologia John J. Lattimer, de Nova Jersey, nos Estados Unidos. O proprietário manteve o pênis de Napoleão escondido embaixo da própria cama e se recusava a mostrá-lo para quem pedisse para vê-lo. Quando Lattimer morreu, em 2007, o órgão foi herdado por sua filha Evan, com quem está até hoje.

Outra curiosidade é que o pênis de Napoleão media apenas 3,5 centímetros. Evan Lattimer só mostrou o órgão a 10 pessoas. A relíquia nunca foi filmada ou fotografada.


 Fontes: Vintage News e The Independent 

Imagem: Shutterstock.com