Todos os horários
EXPLORAÇÃO ESPACIAL

Assim serão os humanos que conquistarão o espaço, segundo Carl Sagan

A sonda espacial Voyager 1, que a NASA lançou no espaço em 1977, é o objeto humano mais distante da Terra – tão longe que já abandonou os confins da nossa galáxia em uma viagem sem retorno. A bordo dessa sonda e à espera de ser encontrado algum dia por civilizações extraterrestres está um disco que contém o registro de imagens e sons característicos do nosso planeta, especialmente selecionados por Carl Sagan.

Vídeo relacionado:

Na época, o famoso astrônomo previa que tipo de ser humano conquistaria novos planetas:

“Quando chegar o momento em que estejamos preparados para colonizar outros sistemas planetários, inclusive os mais próximos, teremos mudado. O simples trânsito de tantas gerações terá nos modificado. As diferentes circunstâncias sob as quais viveremos terão nos modificado. A prótese e a engenharia genética terão nos modificado. A necessidade terá nos modificado. Somos uma espécie adaptável”.

E acrescentava: “Não seremos nós que alcançaremos Alpha Centauri e as outras estrelas próximas. Será uma espécie muito parecida com a nossa, porém com mais de nossas virtudes e menos de nossos defeitos, uma espécie que voltou a viver em circunstâncias mais parecidas àquelas para as quais evoluiu, mais confiante, mais perspicaz, mais capaz e mais prudente, o tipo de seres que gostaríamos que nos representasse no Universo, até onde sabemos, repleto de espécie mais antigas, muito mais poderosas e muito diferentes entre si”.

Para além da evolução que o humano alcance, sempre haverá um ponto em comum com a raça que fomos, somos e seremos: “Eles olharão para cima e se esforçarão para localizar o ponto azul nos céus. Não é pelo fato de verem seu lado obscuro e frágil que o amarão menos. Eles se espantarão em ver quão vulnerável era o guardião de todo o nosso potencial, quão frustrada foi nossa infância, quão humilde era nosso princípio, quantos rios tivemos que atravessar antes de encontrar nosso caminho”. 


Fonte: Cultura Colectiva 
Imagem: JPL/NASA