Todos os horários
ARQUEOLOGÍA

Artista brasileiro desenha rosto da “mulher dos quatro broches”

Crânio encontrado no Peru pode ter mais de 5 mil anos. 

Vídeo relacionado:
Em 2016, na região de Aspero, no litoral do Peru, foi encontrado o crânio de uma mulher pertencente à Civilização de Caral, que habitou a região entre os anos 3.600 e 1.800 a.C.. A descoberta permite afirmar que, nessa sociedade, existia uma igualdade de gênero muito grande, já que, pela disposição dos restos ósseos, é possível chegar à conclusão de que se tratava de uma mulher poderosa e de status social elevado. A dona do crânio foi chamada de “mulher dos quatros broches”, por causa das joias encontradas no local.

Recentemente, o artista gráfico brasileiro Cícero Moraes foi o responsável por reconstruir a fisionomia dessa mulher, que, na época da sua morte, tinha entre 40 e 50 anos. Cícero teve que lidar com várias dificuldades para realizar o projeto, já que o crânio estava amassado nas regiões parietal e occipital, possivelmente devido a um antigo ritual andino.


Fonte e imagem: dailymail.co.uk