Todos os horários
RELIGIÃO

Arqueólogos encontram em Israel uma das mais antigas imagens de Jesus

Arqueólogos descobriram em Israel uma das mais antigas imagens de Jesus Cristo. A pintura foi encontrada em uma antiga igreja bizantina no deserto de Negev. Estima-se que a imagem tenha sido feita há 1500 anos.

Vídeo relacionado:


Depois de mais de um milênio de exposição ao sol, a imagem está muito desgastada. Mas é possível ver as linhas que formam um rosto e cabelos que envolvem sua cabeça. "Eu estava lá na hora certa e no lugar certo com o ângulo de luz certo e, de repente, vi olhos. Era a face de Jesus em seu batismo, olhando para nós", disse Emma Maayan-Fanar, da Universidade de Haifa. 

Os pesquisadores afirmam que o desenho representa uma importante figura religiosa, com cabelos cacheados, sem barba e nariz comprido. Como a pintura estava localizada acima de uma fonte de batismo em forma de crucifixo, eles acreditam que ela representava o batismo de Jesus Cristo. 

A imagem de Jesus barbado e de cabelos compridos só surgiria séculos mais tarde. "O rosto de Cristo nesta pintura é uma descoberta importante. Ela pertence a uma tradição iconográfica que representa Jesus de cabelos curtos, o que era comum no Egito e na Síria Palestina, mas que desapareceu mais tarde na arte bizantina", disseram os autores do estudo, publicado na revista Antiquity.

Imagens tão antigas de Jesus em Israel são extremamente raras, já que as primeiras correntes do cristianismo pregavam que a criação de imagens religiosas era equivalente à adoração de ídolos. Em 2011, arqueólogos encontraram no Egito a representação mais antiga de Cristo que se tem notícia, datada do ano 235 d.C.


 Fonte: IFLScience

Imagem:  Dror Maayan/Antiquity/Universidade de Cambridge/Universidade de Durham/Reprodução