Todos os horários
J.R.R. TOLKIEN

Antigo anel roubado pode ter sido inspiração de “O Senhor dos Anéis”

Ainda que o escritor J.R.R. Tolkien nunca tenha declarado publicamente, muitos acreditam que um anel do século II a.C. pode ter sido a inspiração para que ele escrevesse a célebre saga “O Senhor dos Anéis”. 

Vídeo relacionado:

O antropólogo britânico Sir Montimer Wheeler teve contato com o anel Vyne ao final da década de 1920, enquanto analisava um sítio arqueológico localizado no condado de Hampshire, no Reino Unido. Ali, em um templo dedicado à divindade celta Nodens, ele encontrou uma tabuleta pertencente ao período romano, na qual um homem chamado Silvano rogava uma maldição a outro, chamado Seneciano, por ter-lhe roubado um anel.

Wheeler rapidamente associou essa inscrição ao anel de Vyne, uma antiquíssima joia forjada em ouro também pertencente ao período romano, encontrada anos antes em um local próximo. Ele chegou à conclusão de que Silvano, autor da tabuleta, era o dono original da joia, que foi roubada por Seneciano, que mandou fazer a seguinte inscrição: “Seneciano, que vivas com Deus”. 

Isso aconteceu quase uma década antes de Tolkien começar a escrever sua famosa trilogia, ainda que já gozasse de muito respeito entre a intelectualidade da época. Por esse motivo, Wheeler lhe enviou um ensaio sobre a divindade celta Nodens e lhe narrou a história que pode ter inspirado sua mais célebre obra. 

Fonte: The Guardian 

Imagem: PBO Photography/Shutterstock.com