04.Abr.1955

Em um comício em Jataí, Juscelino se compromete a construir uma nova capital

Um episódio ocorrido em 4 de abril de 1955 entrou para a história que envolve a construção de Brasília. Naquele dia, o então candidato à Presidência da República Juscelino Kubitschek fez um comício na cidade goiana de Jataí. Foi lá que ele teria se comprometido a construir a nova capital.

Por causa de uma forte chuva, o evento da campanha política precisou ser improvisado no barracão de uma oficina mecânica. O palanque usado por Juscelino foi a carroceria de um caminhão quebrado. Em seu discurso, Juscelino afirmou que cumpriria a Constituição Federal na íntegra caso fosse eleito. 

Foi quando uma pergunta teria mudado o destino do país. Antônio Soares Neto, conhecido como Toniquinho da Farmácia, perguntou ao candidato se a capital do Brasil seria transferida do Rio de Janeiro para outra localidade.  O questionamento foi feito em alusão a um artigo da Constituição de 1946, que determinava a transferência da capital, mas não definia data para a conclusão dos trabalhos técnicos e início das obras.

Juscelino disse que era uma pergunta difícil, que era complicado para um político aceitar aquele desafio, mas que aquele compromisso seria cumprido. "A pergunta era embaraçosa. Já possuía o meu Programa de Metas e, em nenhuma parte dele, existia qualquer referência àquele problema. Respondi, contudo, como me cabia fazê-lo na ocasião: ‘Acabo de prometer que cumprirei, na íntegra, a Constituição, e não vejo razão por que esse dispositivo seja ignorado. Se for eleito, construirei a nova capital e farei a mudança da sede do governo’. Essa afirmação provocou um delírio de aplausos", disse Juscelino anos depois. 

 

Uma série dramática que apresenta a grandiosa história da construção da capital do nosso país. Não perca a nova produção original do History, Mil Dias: A Saga da Construção de Brasília. Estreia sábado, 21 de abril, às 19h.

 

Imagem: Projeto Memória/Reprodução