Roy Hodgson

Roy Hodgson

Roy Hodgson, ex-jogador de futebol e atual técnico, nasceu em 9 de agosto de 1947 em Londres, na Inglaterra. Além de suas conquistas como treinador de vários clubes internacionais, é especialmente reconhecido por seu trabalho à frente da seleção da Suíça, que alcançou as fases finais da Copa do Mundo de 1994 e da Eurocopa de 1996, algo que não acontecia desde a década de 1960.

Começou seu trabalho como técnico em 1976, quando dirigiu o Halmstads, da primeira divisão do futebol sueco e obteve resultados memoráveis. Após uma pequena incursão no Bristol City, da Inglaterra, voltou à Suécia para dirigir a equipe de Örebro e, mais tarde, em 1985, o Malmö FF, com o qual ganhou cinco campeonatos locais consecutivos, dois campeonatos da Suécia e duas Copas da Suécia.

Em janeiro de 1992, Hodgson foi designado técnico da seleção suíça, classificando-a para a Copa do Mundo de 1994 com apenas uma derrota, após disputar partidas contra as seleções da Itália e de Portugal. Durante a Copa, a Suíça conseguiu o segundo lugar na fase de grupos e perdeu nas oitavas de final contra a Espanha.

Em outubro de 1995, assumiu o Inter de Milão, time que ele soube fazer crescer até obter destaque entre os grandes clubes da Itália. A partir de então, teve passagens relativamente bem-sucedidas em equipes como o Blackburn Rovers, Inter, Copenhague e Udinese.

Em 2002, Hodgson foi designado à frente da seleção de futebol dos Emirados Árabes Unidos, ainda que não tenha conseguido êxito na Copa do Golfo de 2003. Depois de passar pelo futebol da Noruega, à frente do Viking, time que ele resgatou das cinzas e reposicionou, em 2006 assumiu a condução do time nacional da Finlândia, mas não pôde cumprir com o objetivo de classificá-lo para a Eurocopa 2008.

Após uma bem-sucedida passagem no comando do Fullham, equipe que ele levou para a disputa da sua primeira final europeia, Hodgson foi eleito como o Treinador do Ano, em 2010. Imediatamente, começou a treinar o Liverpool FC, ainda que não tenha conseguido bons resultados. Em 2012, dirigiu a seleção da Inglaterra, que chegou às quartas de final da Eurocopa 2012, na qual perdeu para a Itália. Após uma atuação fraca na Copa do Mundo de 2014 e a classificação para a Eurocopa de 2016, Hodgson renunciou.