HISTORY FUTEBOL

Neymar Jr.

Neymar da Silva Santos Júnior, conhecido mundialmente como Neymar ou Neymar Jr, nasceu no dia 5 de fevereiro de 1992, na cidade de Mogi das Cruzes (SP). É filho do mecânico Neymar da Silva Santos e de Nadine Santos. Considerado um dos melhores jogadores do mundo, o atacante se consagrou com a camisa do Santos com o seu “futebol arte”, carimbando sua transferência, em 2012, para o Barcelona, na Espanha. Também é um dos principais jogadores da Seleção Brasileira de futebol. Sucesso publicitário, ele também é garoto-propaganda de várias marcas, além de ter suas linha de produtos licenciados.

 

Primeiros dribles

Desde pequeno, Neymar Jr já mostrava uma habilidade fora do comum para o futebol, com dribles curtos e agilidade nas pernas. Seu pai, que já jogou futebol como amador e profissional, foi um dos maiores incentivadores da carrira do filho. Com 6 anos, o menino chamou atenção de Betinho, caçador de talentos, que já havia lançado Robinho. Neymar, então, foi levado às equipes de futsal da Baixada Santista para desenvolver o seu futebol.

 

Ida para o Santos

Mais tarde, quando tinha 12 anos, Neymar chamou a atenção de dois ex-jogadores do Santos, Lima e Zito. O garoto impressionou e foi levado ao Peixe. Com o tempo, Neymar foi subindo de categoria. No futebol de base, disputou duas copas São Paulo de Juniores e acabou promovido ao time principal do Santos em 2009. O atacante estreou pelo Peixe como profissional com apenas 17 anos, no dia 7 de março, diante do Oeste, no Estádio Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Seu primeiro gol na nova categoria veio contra o Mogi Mirim, no dia 15 de março, marcando de cabeça.

O primeiro troféu pela equipe do Santos só viria no ano seguinte, quando o atacante conquistou o Campeonato Paulista. Entrava em campo a nova geração de futebol do clube, os Meninos da Vila, liderada por Robinho, Neymar Jr, PH Ganso e André. Nesta mesma temporada mais um título, inédito, foi conquistado:  a Copa do Brasil. Neymar foi o artilheiro da competição, com 11 gols.

 

Primeira convocação à Seleção

Em 2010, garoto realizou o sonho de muitos meninos e foi convocado pela primeira vez para vestir a camisa da Seleção Brasileira principal, no amistoso contra os Estados Unidos. Neymar não poderia ter estreado melhor: marcando um gol pela equipe.

Ah, não tem parte chata. Eu acho que é sempre legal.”
(sobre o sucesso)

O ano de 2011 também entrou para sempre na história do jogador. Primeiramente, veio o título de bicampeão Paulista, em que Neymar marcou o gol do título contra o Corinthians. Contudo, o maior feito, de longe, foi a conquista da Taça Libertadores da América após um jejum de 48 anos do Santos. Neymar foi considerado o melhor jogador da competição e vice-artilheiro, com seis gols. No Mundial de Clubes, no Japão, a equipe ficou com o vice-campeonato após perder na decisão para o Barcelona por 4 a 0. Finalizando o ano, o atacante ainda levou o título do Sul-Americano Sub-20 com a Seleção Brasileira de base.

No ano seguinte, Neymar conquistou o tricampeonato paulista e atingiu a marca de 100 gols na carreira diante do Palmeiras, no dia 5 de fevereiro, data de seu aniversário. Também em 2012 foi vice-campeão dos Jogos Olímpicos, em Londres, onde a seleção perdeu a decisão para o México. O santista ainda conquistou a taça da Recopa Sul-Americana no ano do centenário do clube.

 

Acerto com o Barcelona

Cobiçado por grandes times e com seu nome envolvido em várias especulações, Neymar finalmente acertou a sua transferência para o Barcelona. Sua última partida como jogador do Santos aconteceu no dia 27 de junho de 2012. No dia 3 de julho, foi apresentado ao seu novo time diante de mais de 50 mil pessoas, no Camp Nou. O novo camisa 11 da equipe catalã iria jogar ao lado de Messi, seu grande ídolo.

Pouco depois, foi a vez de defender a camisa da Seleção Brasileira na Copa das Confederações. O jogador atuou nas cinco partidas do torneio, vencendo todos os jogos e ajudando a equipe a conquistar o título na grande final, contra a Espanha, no Maracanã, com a vitória por 3 a 0 - dois gols de Fred e um de Neymar.

 

Copa do Mundo no Brasil

Depois de assinar com um dos maiores clubes do mundo e de jogar ao lado de grandes nomes do futebol, Neymar estava prestes a realizar mais um sonho: disputar sua primeira Copa do Mundo, jogando em seu país. No dia 12 de junho de 2014,  fez a sua estreia na competição contra a Croácia, na vitória por 3 a 1. Neymar marcou dois gols e Oscar finalizou a vitória. Ainda na fase de grupos, o Brasil ainda passou por México (0 a 0) e Camarões (4 a 1), com dois gols de Neymar.

Tem certas pessoas que merecem tomar um drible, outras não. Enquanto não aparecer a mulher da minha vida, a gente vai driblando as outras.

Contra o Chile nas oitavas, a vitória foi nos pênaltis, em que Neymar também marcou. O sonho da Copa no Brasil, no entanto, chegou ao fim para o atacante no jogo contra a Colômbia - vitória do Brasil por 2 a 1. Neymar foi atingido por Zúñiga nas costas e fraturou uma vértebra. A lesão tirou definitivamente o jogador da competição. Na partida seguinte, com Neymar fora, o Brasil sofreu a dolorosa derrota para a Alemanha por 7 a 1, em Belo Horizonte, e deu adeus à briga pelo título mundial dentro de casa. Na disputa do terceiro lugar, a seleção perdeu para a Holanda por 3 a 0. Apesar dos pesares na Copa, Neymar e foi eleito dono da chuteira de bronze pelo terceiro lugar da artilharia na competição.

 

Polêmicas

O estilo ousado de Neymar dentro dos gramados também é sua marca registrada fora das quadro linhas. Ele já se envolveu em diversas polêmicas por conta de suas declarações, posicionamentos religiosos e comportamento dentro de campo que foi encarado como “desrespeito” aos adversários. Quando tinha 19 anos, se tornou pai pela primeira vez de um menino fruto de um relacionamento rápido com uma garota de 17 anos.