Todos os horários


HOJE NA HISTORIA

Morre o empresário Antônio Ermírio de Moraes, presidente do Grupo Votorantim

 



  24 de Agosto de 2014

No dia 24 de agosto de 2014 morria, em São Paulo, Antônio Ermírio de Moraes, herdeiro e presidente do Grupo Votorantim. O empresário, um trabalhador incansável, faleceu aos 85 anos, vítima de uma combinação de doenças que o deixaram na cama, sofrendo de hidrocefalia e mal de Alzheimer.

Ao longo de sua vida, Antônio Ermírio acumulou uma fortuna pessoal estimada em US$ 12,7 bilhões, tornando-se uma das pessoas mais ricas do mundo. 

Nascido em 4 de junho de 1928, em São Paulo, seu negócios empregaram mais de 60 mil pessoas. Suas empresas atuavam nos mercados do cimento, celulose, papel, alumínio, zinco, níquel, aços longos, especialidades químicas e suco de laranja. O grupo ainda era formado por um banco e pela BV Financeira.

O Grupo Votorantim foi criado por seu pai, o engenheiro pernambucano José Ermírio de Morais, que comprou as ações de uma empresa de tecelagem localizada no bairro Votorantim em Sorocaba, São Paulo, que pertencia ao seu sogro, avô de Antônio Ermírio, o imigrante português Antônio Pereira Inácio.

Antônio Ermírio se formou em Engenharia Metalúrgica, em 1949, na Colorado School of Mines, nos Estados Unidos. O empresário também tentou a carreira política ao se candidatar ao governo do Estado de São Paulo, em 1986, pela União Liberal Trabalhista Social (PTB, PL e PSC). Ele ficou em segundo lugar, perdendo para Orestes Quércia (PMDB).

Antônio Ermírio gostava de artes e foi autor de três peças de teatro, duas lançadas no circuito paulistano: Brasil S.A., Acorda Brasil e S.O.S Brasil. Ele também desenvolveu uma intensa atividade no campo da saúde, em especial, no Hospital da Beneficência Portuguesa em São Paulo.

 


Imagem: Antônio Cruz/ABr (Agência Brasil [1]) [CC BY 3.0 br], via Wikimedia