21.jan.1976

O começo de uma era: Concorde faz duplo voo inaugural com passageiros em Londres e Paris

No dia 21 de janeiro de 1976, partiram, simultaneamente, do aeroporto de Heathrow, em Londres, e do Aeroporto de Orly, próximo de Paris, os primeiros voos comerciais com passageiros do Concorde. O voo Londres teve como destino o Bahrein, no Golfo Pérsico, e o de Paris foi para o Rio de Janeiro via Senegal, na África Ocidental. Em suas velocidades de cruzeiro, os inovadores Concordes voaram bem além da barreira do som, a 2.172,6 km/hora, reduzindo o tempo de viagem aérea pela metade.

Este voo inaugural representou o resultado de um esforço de 12 anos que opôs engenheiros Ingleses e franceses contra os seus pares na URSS, na corrida pelo desenvolvimento de uma aeronave supersônica que pudesse transportar passageiros em voos comerciais.

O Concorde não foi um grande sucesso comercial, e as pessoas se queixaram bastante da poluição sonora causada por suas explosões sônicas e motores barulhentos. A maioria das companhias aéreas não teve interesse na compra da aeronave, e apenas 16 Concordes foram construídos para a British Airways e Air France. Serviço acabou limitado aos trechos entre Londres e Nova York e Paris e Nova York para viagens de luxo destinadas a passageiros que queriam fazer a travessia do Atlântico em menos de quatro horas.

Em 25 de julho de 2000, um Concorde da Air France caiu um minuto após decolar de Paris, a caminho de Nova York. Todas as 109 pessoas a bordo e quatro em terra foram mortos. O acidente foi causado pelo estouro de um pneu, que rompeu um tanque de combustível, criando um incêndio que levou à falha do motor. O acidente fatal - o primeiro na história do Concorde - marcou o declínio da aeronave. Em 24 de outubro de 2003, o Concorde realizou o seu último voo comercial regular.

 

 

Imagem: Eduard Marmet [CC BY-SA 3.0, CC BY-SA 3.0 or GFDL 1.2], via Wikimedia Commons