Hoje na história

24.May.1866

Travada a Batalha de Tuiuti, a mais sangrenta da Guerra do Paraguai

Considerada a maior, mais sangrenta e também uma das mais importantes da Guerra do Paraguai, a 1ª Batalha de Tuiuti foi travada no dia 24 de maio de 1866 nos pântanos e matagais em torno do lago Tuiuti, no Paraguai.

A luta começou às 11 horas daquele dia e se estendeu por seis horas, praticamente definindo o rumo da Guerra do Paraguai. De um lado estavam os paraguaios do presidente vitalício Solano Lopez, e, no outro front, as tropas da Tríplice Aliança, composta pelo Império do Brasil, República da Argentina e República Oriental do Uruguai.  Estima-se que 50 mil homens foram envolvidos em ambos os lados. 

O presidente paraguaio estava confiante na vitória e havia reunido o máximo de homens possível para garantir uma vitória e empurrar os inimigos de volta ao Rio Paraná. A empolgação do comandante talvez tenha ofuscado o fato de que do outro lado havia um exército com mais homens e que o tipo de terreno da batalha era mais proprício às técnicas de defesa, em vez de se lançar ao ataque. 

Do outro lado, os aliados encontraram grandes dificuldades no começo. Não possuíam um comando definido e também não conheciam direito o terreno por conta da ausência de mapas confiáveis na época. De início, houve um domínio do exército paraguaio, que optou por atacar em três colunas: uma pelo meio e outras duas pelas laterais com o objetivo de encularrar o acampamento inimigo. A operação reuniu entre 15 mil e 20 mil homens de Solano Lopez

Apesar da confusão inicial no comando, o rumo da batalha mudou com a presença do Genenral Osório, militar brasileiro com destacadas técnicas de estatrégia. O confronto terminou com uma vitória expressiva dos aliados. Os paraguais perderam em torno de seis mil homens e outros seis mil teriam sido capturados e feridos. Entre os aliados, as perdas (mortos e feridos) ultrapassaram quatro mil homens. Os números de baixas variam de acordo com a fonte.

Depois desta batalha, as tropas aliadas conseguiram ficar estabelecidas em território inimigo e Solano Lopez nunca mais conseguiu reunir uma força semelhante para o combate.

 


Imagem: Cándido López [Domínio público], Wikimedia Commons