Hoje na história

02.fev.1979

Sid Vicious (ex-Sex Pistols) morre em Nova York

Para o Departamento de Polícia de Nova York e médicos do Instituto Legal, ele era John Simon Ritchie, um inglês de 22 anos, acusado de assassinato, mas agora morto por uma overdose de heroína em um apartamento em Nova York.

 

A audiência americana é a mesma de qualquer uma. Exceto por ser um pouco mais chata. Sid Vicious

Contudo, para o resto do mundo, ele era o ex-baixista do Sex Pistols, Sid Vicious, figura emblemática do movimento punk. Sua morte, em um dia como hoje, em 1979, foi surpresa para poucos, levando-se em conta seu enlouquecido estilo de vida. Após sete meses com os Sex Pistols, Sid Vicious foi apresentado a Nancy Spungen, uma garota norte-americana problemática. Eles, imediatamente, começaram um relacionamento. Apaixonados, mas viciados em heroína, protagonizaram repetidos casos de violência. Os problemas de Sid podem ter apressado a dissolução do Sex Pistols durante uma turnê pelos EUA, em janeiro de 1978.

 

Bem, você sabe, eu realmente não me importo para o que a maioria pensa.

Eu provalvemente morrerei na época que eu alcançar 25. Mas eu irei viver do jeito que eu quero. Sid Vicious

Porém, o caso mais sério foram os acontecimentos ainda misteriosos em torno da morte de Nancy, que foi esfaqueada em 12 de outubro do mesmo ano, no quarto do Chelsea Hotel em Nova York, que ela dividia com Sid. Libertado sob fiança após sua prisão como suspeito pelo assassinato, Sid voltou a se meter em confusão e retornou à cadeia em dezembro de 1978 por agredir o irmão de Patti Smith em um bar com uma garrafa quebrada. Após sete semanas de detenção e de desintoxicação, Sid Vicious foi liberado no dia 1 de fevereiro de 1979. Mais tarde, naquela mesma noite , em uma festa, ele sofreu uma overdose de heroína e morreu nas primeiras horas do dia 2 de fevereiro.

 

 

Clique aqui e saiba mais sobre a história de Sid Vicious

Imagem: Chicago Art Department c/o: L. Schorr [CC BY 2.0], via Wikimedia Commons