Hoje na história

16.out.1854

Nasce o escritor Oscar Wilde

Excêntrico para a sua época e extremamente talentoso, o escritor Oscar Wilde nascia em um dia como este, em 1854, em Dublin, na Irlanda. Ele foi novelista, poeta, crítico, dramaturgo e um grande expoente do esteticismo. Em 1884, já em Londres, ele se casou com uma irlandesa muito rica, Constance Lloyd, com quem teve dois filhos e se dedicou exclusivamente à literatura. A partir de 1892 veio o sucesso, a fama e o dinheiro. Ele escreveu clássicos da dramaturgia britânica como O leque de Lady Windermere (1892), Salomé (1893), Uma Mulher sem Importância (1893), Um Marido Ideal e A importância de ser Prudente (ambas de 1895). Também publicou contos como O Príncipe Feliz e O Rouxinol e a Rosa e O crime de Lord Artur Saville. Wilde ainda conquistou grande prestígio com o único romance que escreveu, o clássico da literatura O Retrato de Dorian Gray.
 
Sua vida, contudo, sofreu uma reviravolta terrível em um caso que provocou grande polêmica para a época. No dia 25 de maio de 1895, Wilde foi levado para prisão de Reading Gaol (como era conhecida na época), na Inglaterra, após ser condenado por sodomia. O famoso escritor passou a ser também conhecido por sua vida íntima por conta de uma briga na Justiça com Sir John Sholto Douglas, cujo filho estava se relacionando com Wilde. A homossexualidade era um crime grave e tabu social naquele momento no Reino Unido. Wilde dizia que ele vivia um "amor que não ousa dizer seu nome" e acabou condenado a dois anos de serviços forçados. Na cadeia, produziu, entre outros escritos, De Profundis, o clássico anarquista A Alma do Homem sob o Socialismo e a célebre Balada do Cárcere de Reading. Depois de solto, ele morreu no exílio, três anos mais tarde, aos 45 anos, em Paris, no dia 30 de novembro de 1900.
 
 
Imagem: Napoleon Sarony [Domínio Público], via Wikimedia Commons
 

 

Clique aqui e saiba mais sobre a história de Oscar Wilde