Hoje na história

14.jul.1826

Nasce Joseph Arthur de Gobineau

Joseph Arthur de Gobineau foi um diplomata e filósofo francês, cuja teoria racial, impregnada de anti-semitismo, chegou a ser empregada posteriormente como justificativa filosófica do racismo nazista. Gobineau nasceu em 14 de Julho de 1826 em Ville D Avray, uma localidade próxima a Paris, no seio de uma família da aristocracia. Desempenhou diversos cargos diplomáticos no Irã, Alemanha, Grécia, Brasil e Suécia desde 1848 até 1877. Além de sua atividade na política exterior, foi um prolífico escritor. Escreveu novelas e livros sobre religião, filosofia e história. Faleceu em 13 de Outubro de 1882. É conhecido geralmente como o fundador do racismo moderno. Seus interesses puramente acadêmicos levaram-no a se especializar em estudos orientais, nos quais ganhou a reputação de ser um erudito. Baseando suas teorias no conhecimento do Oriente, tentou comparar as raças orientais com as da Europa. O estudo de Gobineau incluiu a avaliação e classificação dos hábitos alimentares dos povos da Ásia, África e Europa, determinando os graus respectivos de conforto requeridos por esses povos para o consumo de alimentos, e seus hábitos de vida em geral. Sua obra mais famosa é o Ensaio Sobre a Desigualdade das Raças Humanas (1853-1855), na que afirmou que a raça dos germanos, que habita na Grã-Bretanha, França e Bélgica, era a única raça pura em comparação com aquelas que eram misturadas com as raças «negra» e «amarela».

 


Imagem via Wikimedia Commons