Hoje na história

01.jan.1897

Morre o escritor brasileiro Adolfo Caminha

No dia 1 de janeiro de 1897 morria, no Rio de Janeiro, o escritor Adolfo Ferreira Caminha. Nascido no dia 29 de maio de 1867 em Aracati (RJ), ele é considerado um dos principais autores do Naturalismo no Brasil. Sua obra, por ser densa e trágica, foi pouco apreciada na época. Seu primeiro livro publicado foi “Voos Incertos” (1886), com poesias. Em 1893, publicou “A Normalista”, romance em que mostra o lado negativo da vida urbana. Um ano depois, lança “No país dos Ianques” com base em suas experiências e observações após uma viagem aos EUA, em 1886. Em 1895, cria polêmia ao escrever o livro “Bom Crioulo”, onde abordou a questão da homossexualidade. Doente por conta da tuberculose, lançou seu último romance, “Tentação”, em 1896. Lutando conta a tuberculose, Adolfo Caminha não resistiu à doença e morreu aos 29 anos, no Rio de Janeiro. Além de escritor, ele também escreveu na imprensa do Rio de Janeiro nos jornais Gazeta de Notícias e Jornal do Commercio, além de ter fundado a Nova Revista, um semanário.

 

 


 

Imagem: [Domínio público], via Wikimedia Commons