Hoje na história

31.mar.1727

Morre Isaac Newton, matemático e físico britânico

No dia 31 de março de 1727 morria, em Londres, Isaac Newton, físico e matemático, conhecido por ter criado a lei da gravitação universal. Ele é considerado um dos homens mais brilhantes da história. Nascido no dia 4 de Janeiro de 1643, em Woolsthorpe, Lincolnshire, Inglaterra, ele era filho de camponeses, órfão de pai e criado pelos avós. Newton viveu uma infância bastante infeliz, da qual não tinha boas recordações. Aos 12 anos, ingressou para a The King’s School em Grantham, onde estudou latim, grego e conceitos básicos de geometria e aritmética, onde mostrou grande facilidade de raciocínio. Desde aquele tempo, Newton já se dedicava a invenções e diversos trabalhos mecânicos. Além disso, ele gostava de reformar utensílios domésticos ou ferramentas, que tornavam-se mais produtivas depois de suas alterações. Aos 18 anos, ingressou em Cambridge, onde não foi um aluno extremamente brilhante, já que dedicava mais tempo aos seus próprios estudos e a pesquisas do que ao programa oficial da universidade. Em 1687, sua reputação como cientista estava consolidada, porém, seria a publicação de seu livro “Philosophiae Naturalis Principia Mathematica” que o transformaria no cientista mais importante da época. O livro, onde expõe sua famosa “Lei da Gravitação Universal”, é considerado ainda hoje o mais importante da história da Ciência e o ápice da revolução científica iniciada por Copérnico, 200 anos antes. Neste documento, também publicou suas conhecidas leis da dinâmica, ou “Leis de Newton”: a Lei da Inércia, A Lei da Dinâmica e a Lei do Princípio da Ação e Reação. Os estudos de Newton englobam uma grande variedade de áreas de estudo: Física, Matemática, Óptica, Política, Filosofia, Religião. Isaac Newton também foi um grande admirador da Alquimia, dedicando parte de seu tempo a diferentes experiências de natureza misteriosa.

 


 

Imagem: Sir Godfrey Kneller [Domínio Público], via Wikimedia Commons

 

Clique aqui e saiba mais sobre a história de Isaac Newton